Como Regar Orquídeas: 5 Dicas Simples

como regar orquideas

Olá amigo das orquídeas 🙂

Você sabia que a causa #1 da morte das orquídeas é o excesso de água?

Por isso hoje vamos falar um pouco sobre como regar orquídeas da melhor maneira possível.

Dica #1: Na dúvida, coloque menos água

Você já sabe que o excesso de água é o principal fator de morte das orquídeas…

Porque se o vaso ficar muito úmido, as raízes apodrecem (e as orquídeas são muito sensíveis a isso).

E como não queremos isso, a dica fundamental é: na dúvida, coloque menos água.

O ideal é o substrato estar com a sensação e a aparência de úmido.

Você pode sentir a umidade com o próprio dedo, ou com um palitinho (uns 2 centímetros geralmente é suficiente).

E se você “olhar” o vaso e o substrato parecer seco, também provavelmente é hora de regar.

como regar orquideas

Dica Extra: Pese suas orquídeas

Com um pouco de prática, você pode começar a saber se está na hora de regar suas orquídeas pelo peso delas.

Faça assim…

Antes de regar sua orquídea, sinta o peso dela (pode ser direto com o vaso mesmo).

Após a rega, pese-a de novo.

Assim você vai começar a sentir pelo “peso da água” se já está na hora de regar.

Lembre que cuidar dr orquídeas é uma troca, e quanto mais “íntimo” você fica dela, mais ela retribuirá com flores lindas.

Dica #2: Melhor horário para regar é de manhã

Se você regar suas orquídeas de manhã, o substrato tem mais tempo para absorver a água antes que ela evapore o excesso.

Uma outra dica legal também, é você regar beeeem devagar.

Porque assim você vai irrigando bem o substrato, e ele absorve melhor.

Se você tem tempo, você também pode borrifar água diretamente no vaso.

Dica Extra: Regue debaixo da torneira, com mangueira, regador ou borrifador

Aqui depende da sua habilidade, tempo e recursos disponíveis 🙂

Você pode regar suas orquídeas diretamente debaixo de uma torneira…
(apesar que alguns recomendam água de chuva, na prática não há diferença entre as águas)

Usar uma mangueira (lembre de deixar bem fraquinho o fluxo para não ter risco de encharcar)…

Se você usar um regador, geralmente não tem erro 🙂

E a última alternativa é usar um borrifador.

Geralmente também não tem erro com o borrifador… mas se você tem muitas orquídeas, pode levar um pouco mais de tempo, e você precisa prestar atenção se deixou úmido o suficiente.

Dica #3: O tipo e o tamanho de vaso importa

Geralmente vasos maiores precisam de água com menos frequência.

Vasos pequenos precisam de um pouco mais de frequência porque fica menos umidade acumulada no substrato.

Em vasos de barro, a água evapora mais rápido, porque é mais poroso.

Ou seja, em vasos de plástico, o tempo de rega pode ser um pouco maior porque tem uma tendência a evaporar menos.

Você também encontra no mercado alguns vasos especiais para plantar orquídeas que já tem alguns furos embaixo (que ajudam a escorrer a água).

Nesses vasos, como o excesso de água escorre e tem mais ventilação, você pode precisar regar com mais frequência.

Dica #4: Atenção ao substrato

Existem vários substratos para suas orquídeas.
(vamos ter um post sobre isso em breve!)

O substrato ajuda a fixar as raízes, auxilia na respiração das raízes, armazena nutrientes…

E também conserva a umidade!

Dependendo do seu substrato, você pode precisar de mais ou menos água.

Por exemplo…

Musgos e argila, tendem a acumular mais umidade, então você precisa de regas com menos frequência…

Já cascas de árvores (e similares), por serem menos compactos, podem precisar de mais água.

Lembre que como é comum misturar mais de um material para o substrato, o “teste do dedo” (ou do palito rs) é importante para saber se a substância está seca.

substrato para orquideas

Dica #5: Preste atenção ao clima

Aqui uma dica simples e importante para você…

No Brasil, as maiores variações de temperatura são no verão e inverno.

Você precisa prestar atenção à umidade do ar, e pode usar como referência a sua própria cidade como um todo.

Se a umidade do ar está baixa (tempo seco), você precisará de mais água, ou regas mais frequentes nas suas orquídeas.

Se está um clima úmido (como em épocas de chuva), você pode ter regas menos frequentes…

Mas se a temperatura também está muito alta, você também precisará de regas mais frequentes.

Resumindo…

Lembre que é comum matar as orquídeas por EXCESSO de água… então, na dúvida, use menos água.

Se você colocar “água de menos”, suas orquídeas devem sobreviver… mas isso pode fazer com que elas não tenham uma nova floração.

Você quer mais dicas práticas em seu e-mail para você ter orquídeas lindas em sua casa?

Participe do nosso mini curso gratuito:

Mini Curso Gratuito (por e-mail): Como Cuidar de Orquídeas

Descubra nesse mini-curso gratuito…

  • 3 Cuidados Imediatos Para Você Aplicar HOJE Nas Suas Orquídeas…
  • Principais Cuidados com Suas Orquídeas em Casa…
  • Dicas Para Aumentar o Tempo de Floração…
  • Top 10 Motivos que as Orquídeas Não Florescem Novamente…
  • Remédios Caseiros (até com maionese e listerine!) Para Aumentar o Crescimento das Suas Orquídeas…
  • Tudo o que você precisa saber sobre a quantidade de água, luz, replantio…
  • E muito mais…

Preencha seu nome e e-mail abaixo para receber agora…

privacy 100% Livre de Spam

Para Suas Orquídeas Mais Saudáveis e Magníficas!

Daniel, "O Cara das Orquídeas"

Referências:

Como regar Orquídeas?

O jeito certo de regar sua orquídea

https://pt.wikihow.com/Regar-Orqu%C3%ADdeas

http://www.jardinet.com.br/2016/12/tipos-de-substrato-para-orquideas.html

7 Dicas Práticas Para Você Ter Orquídeas Lindas

Olá amigo das orquídeas! 🙂

Se você está aqui é porque você quer dicas simples e práticas para cuidar das suas orquídeas…

E vê-las ficarem cada dia mais lindas 🙂

Lembre…

Se você já viu uma orquídea com flores lindas (que acabou de ganhar ou comprar) morrer em poucos dias…

É porque existem milhares de espécies de orquídeas.
(Veja Também: As 15 espécies de orquídeas mais cultivadas no Brasil)

E cada espécie de orquídea tem um cuidado e necessidade específicos.

Ou seja…

Imagine que você tem uma orquídea que precisa de muita luz e pouca rega…

E você a coloca em um local com “pouca luz” e a encharca de água (porque você não sabe quanta água ela precisa)…

Esse exemplo parece extremo, mas…

Essa é a Causa nº1 de Morte de Orquídeas

Por isso, hoje vou trazer 12 dicas práticas para você ter orquídeas cada vez mais lindas e saudáveis na sua casa.

Dica #1: Excesso de Água é PIOR do que pouca água

Em geral, na época de crescimento das flores as orquídeas precisam de um pouco mais de água.

Porém, é melhor você “errar” por colocar MENOS água do que colocar muita água.

Uma dica prática: você pode pegar um “palitinho” e colocar na terra do vaso. Se ele sair praticamente seco, quase sem umidade, está na hora de colocar água 🙂

Você também pode usar seu dedo 😉

>>> Veja Também: 5 Dicas Simples e Práticas Para Você Regar Suas Orquídeas <<<

regar orquideas

Dica #2: Evite o Sol Direto nas Suas Plantas

Alguns tipos de orquídeas preferem climas mais quentes, outras climas mais frios. Por exemplo:

Cymbidiums e Dendrobium são “Frias”.

Paphiopedliums e Oncidiums são “Intermediárias”.

Phalaenopsis e Vandas são “Quentes”.

Isso quer dizer que a temperatura importa!

E mesmo algumas delas preferindo ser criadas ao ar livre, e são “quentes”, o sol direto pode elevar demais a temperatura e prejudicá-las.

Dica #3: Quando as flores começarem a surgir, diminua um pouco a temperatura

Essa dica parece estranha, mas é simples (e aposto que você vai gostar).

Quando as flores das suas orquídeas começarem a surgir, diminua a temperatura média do ambiente em 2º C ou 3º C.

Porque isso diiiimiiinuuuuui o “metabolismo” das plantas, e dependendo do caso, pode aumentar em uma ou duas semanas a duração das flores.

Dica #4: Pouca água é a principal causa das suas orquídeas não florirem novamente

Já vimos que muita água é a principal causa da morte das suas orquídeas…

Mas se você colocar POUCA água, é o principal motivo para suas orquídeas não darem flores novamente.

A maioria das espécies de orquídeas dá flor apenas uma vez ao ano (algumas dão até duas vezes), então você pode olhar as raízes de tempos em tempos.

Se ela está com aparência bem seca, é sinal de que ela precisa mais água.

Dica #5: Descubra o “peso da água” das suas orquídeas

Você sabia que 83% das pessoas que tem orquídeas conversam com as plantas?

No começo pensei que só eu era maluco, mas que bom que provavelmente você também é 🙂

Essa “intimidade” com suas orquídeas é importante.

Porque um jeito prático de saber quando é hora de regar suas plantas, é descobrir o peso delas.

Por exemplo…

Quando ela está seca, ela tem um peso… e quando você acaba de regá-la, ela fica mais pesada.

Você pode treinar sentir o peso das suas orquídeas… e com o tempo só de pegar o vaso você já vai saber se está na hora ou não de regar.

Algumas pessoas usam até balança para pesar as orquídeas, mas aqui as coisas são práticas 🙂

Dica #6: Fique atento a pragas

Se você acha que suas orquídeas estão demorando para dar flores (pela primeira vez, ou novas floradas), e todas as condições de água e temperatura estão ok…

Pode ser que ela esteja com alguma praga.

Os principais sinais para você ficar atento são…

Pontinhos pretos e manchas nas folhagens

Esses podem ser sinais de cochonilhas, que parecem pequenas bolinhas de algodão.colchonilha praga de orquideas

Você pode fazer a limpeza com algodão (de verdade!) para retirá-los, e você pode plantar dentes de alho em volta das plantas que isso ocorreu.

O alho ajuda a proteger suas plantas. 🙂

Olhe também embaixo das folhas, porque há vários bichinhos que gostam de se esconder ali embaixo.

Outros sinais que você deve ficar atento:

  • Pontos pretos: queimadura do sol, falta de água ou nutrientes
  • Folhas enrugadas: falta de água
  • Bulbo encolhido: falta de água e nutrientes
  • Manchas: ataque de fungos ou bactérias
  • Folha amarelada: excesso de água ou falta de nutrientes
  • Buracos nas folhas: ataque de fungos

Dica #7: Não adube orquídeas doentes (nem com raiz danificada)

Sei como é quando você vê sua planta um pouco caída, e você rapidamente pensa…

“Ah, com um pouco de adubo vai ajudar”

Quando sua orquídea está lutando contra alguma praga, ela está usando toda sua energia para voltar a ficar saudável.

Então você precisa PRIMEIRO eliminar a praga ou doença, e só então você pode usar fertilizante.

Porque senão é como se você estivesse jogando sal na ferida da sua orquídea, e ela não vai gostar.
(e a melhor época para colocar adubo ou fertilizante, é quando as flores estão começando a crescer 😉 )

Você quer mais dicas práticas e simples para você ter orquídeas lindas em sua casa?

Participe do nosso mini curso por e-mail! 🙂

Mini Curso Gratuito (por e-mail): Como Cuidar de Orquídeas

Descubra nesse mini-curso gratuito…

  • 3 Cuidados Imediatos Para Você Aplicar HOJE Nas Suas Orquídeas…
  • Principais Cuidados com Suas Orquídeas em Casa…
  • Dicas Para Aumentar o Tempo de Floração…
  • Top 10 Motivos que as Orquídeas Não Florescem Novamente…
  • Remédios Caseiros (até com maionese e listerine!) Para Aumentar o Crescimento das Suas Orquídeas…
  • Tudo o que você precisa saber sobre a quantidade de água, luz, replantio…
  • E muito mais…

Preencha seu nome e e-mail abaixo para receber agora…

privacy 100% Livre de Spam

Para Suas Orquídeas Mais Saudáveis e Magníficas!

Daniel, "O Cara das Orquídeas"

Referências:

https://www.greenme.com.br/morar/horta-e-jardim/3692-cochonilha-combate-natural

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cochonilha

https://www.ecycle.com.br/5641-orquideas-tipos-como-cuidar.html